Frases do mês: Julho

frasesjulho

Como acontece todo início de mês, este post é destinado à coletânea das frases destacadas durante a leitura do mês anterior! Referente à Julho, teremos frases dos seguintes livros:

  • A Rainha Vermelha – Victoria Aveyard
  • Pax – Sara Pennypacker
  • Melancia – Marian Keyes

Pax merece destaque, o livro possui belas passagens. Aproveitem e boa leitura!

“A Guerra prateada deles é paga com sangue vermelho.” – A Rainha Vermelha

“Fiz todo este trajeto e de repente estou de volta à arena para assistir aos prateados demonstrarem tudo o que não somos.” – A Rainha Vermelha

“Respiro fundo quando me dou conta de que não posso mais corar, de que preciso esconder o rubor da minha pele, o sangue vermelho.” – A Rainha Vermelha

“Não é porque não está acontecendo aqui, que não está acontecendo.” – Pax

“Muito menos queria ouvir sobre maçãs, sempre à sombra das árvores que pairavam inclementes acima.” – Pax

“Peter volta e meia pensava que as responsabilidades da vida deveriam ter cercas assim, altas e claras.” – Pax

“- Tenho mais do que preciso – disse ela ao se sentar. – Aqui tenho paz.

– Por causa do silêncio?

– Não. Porque estou exatamente onde deveria estar e fazendo exatamente o que deveria fazer.  – Pax

“Quando você decide o que quer fazer, o projeto passa a ser o chefe.” – Pax

“A verdade mais simples pode ser a coisa mais difícil de enxergar quando envolve a nós mesmos.” – Pax

“- Eu não tenho nenhuma verdade mágica para guiar você. A viagem é sua, não minha.” – Pax

“Soube então, que a vida não respeitava circunstâncias… A vida simplesmente vai em frente e faz o que tem vontade, sempre que tem vontade.” – Melancia

“Já ouvi falar de pessoas que chegaram atrasadas ao seu próprio enterro, mas tive a distinção incomum de chegar atrasada ao meu próprio nascimento.” – Melancia

“… Porque eu me sentia como se estivesse no inferno. E compará-lo com o inferno de outra pessoa não diminui em nada a dor do meu.” – Melancia

“Mas acho que percebi que meu casamento importava mais para mim do que meu amor-próprio. O amor-próprio não mantém você aquecido à noite.” – Melancia

“Se você deixa de ter alguém ou alguma coisa, sente sua perda e depois, passado algum tempo, preenche o buraco que ficou em sua vida, a ausência, aos poucos, fica menor e afinal, desaparece.” – Melancia

“Supere isso e, se não puder superar, supere o vício de falar a respeito.” – Melancia

“A raiva é boa, disse a mim mesma. A raiva afasta a dor. A raiva me dá poder.” – Melancia

“Sabem como é. Às vezes, você conhece uma pessoa maravilhosa, mas apenas por um rápido instante… E essa pessoa toca sua vida por um momento, mas de uma forma especial. E, em vez de lamentar o fato de ela não poder ficar com você por mais tempo ou por você não ter a oportunidade de conhecê-la melhor, não é mais sensato ficar satisfeito por ter chegado a conhecê-la um dia?” – Melancia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *